Mateus Sartori apresenta show do novo álbum na Sala Mário Lago (25)

Em faixas que mesclam sonoridades modernas com ritmos tradicionais, ‘Na Volta Que o Mundo Dá’ expõe o canto como um lugar de liberdade

Mateus Sartori retorna de um hiato de sete anos como cantor, agora com uma “sonoridade diferente de todas as outras”. No sexto disco de estúdio, ‘Na Volta Que o Mundo Dá’, ele se reinventa musicalmente em 14 canções que tratam, entre outros temas, da importância da arte em sua trajetória.

A Fundação Cultural de Jacarehy (FCJ) recebe o show do novo álbum do cantor neste sábado (25), às 19h, na Sala Mário Lago. A entrada é gratuita e livre para todos os públicos. A apresentação é uma realização do edital ProAC, do Governo do Estado de São Paulo.

Disponível nas principais plataformas digitais, o álbum funciona como um “grito de alforria” e traz um artista leve e à vontade, ansioso para retornar aos palcos, onde já esteve ao lado de Jorge Vercillo, Jair Rodrigues, Ivan Lins, Guinga, Renato Brás, Flávio Venturini e outros grandes nomes da MPB.

Entre trabalhos temáticos e originais, a trajetória de Sartori como cantor o preparou para o novo CD, que tem produção e arranjos de Guilherme Ribeiro e apresenta “sonoridade mais moderna e saudosista”. O último termo, porém, está implícito em algumas composições. Uma das “saudades” que podem ser conferidas pelo ouvinte a cada faixa é a nostalgia das apresentações como músico, já que o cargo de Secretário de Cultura e Turismo em Mogi das Cruzes/SP, que ocupa desde 2013, o afastou da carreira artística.

Cada música funciona como um depoimento íntimo do artista, embora essa não fosse a intenção inicial, até mesmo porque as letras são assinadas por diferentes nomes. O repertório, portanto, trata a arte como um “estado de liberdade” e oferece um olhar saudosista sobre o passado.

Ficha técnica

Com produção e arranjos de Guilherme Ribeiro, ‘Na Volta Que o Mundo Dá’ foi gravado em São Paulo, no Estúdio Da Pá Virada, e contou com o piano rhodes, teclados e acordeom do próprio Guilherme Ribeiro, violão e guitalele de Bruno Conde, o baixo de Igor Pimenta, a guitarra de Conrado Goys e as baterias de Priscila Brigante e Thiago Rabello, este último responsável pela gravação e mixagem do álbum. Todos juntos, numa mesma sala, gravando simultaneamente com registros em vídeo de Dani Gurgel, que podem ser conferidos no Canal do YouTube do cantor.

Na Volta Que o Mundo Dá com Mateus Sartori
Sábado (25), às 19h

Sala Mário Lago
Rua Barão de Jacareí, nº 122, Centro 

Legenda: Divulgação Mateus Sartori.

Compartilhe com todo mundo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp