Fundação Cultural promove diálogo sobre cultura popular nas universidades

 Para os artistas, o estudo da cultura popular valoriza a legitimação dos seus saberes. Dentro da universidade, esse mesmo debate gera a oportunidade de repensar práticas de postura crítica dentro da sociedade. Foram essas as reflexões debatidas na última terça-feira (04), no encontro ‘Diálogos culturais: Cultura Popular e Universidades – Mestras & Mestres’, realizado na Sala Mário Lago, pela Fundação Cultural de Jacarehy.

Os convidados, Mestre Sampaio, mestre de capoeira, vice-presidente do Conselho Municipal de Política Cultural de Jacareí e também Mestre Cultura Viva Municipal de Jacareí 2018 e, Zuleika Stefânia Sabino Roque, mestre e doutora em história e coordenadora do curso de extensão em Cultura Popular Brasileira da Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), dialogaram sobre as perspectivas e os desafios do ensino da cultura popular dentro dos sistemas educacionais.

Para Binho Riani Perinotto, gerente de Fomento e Formação Cultural da Fundação Cultural de Jacarehy, o debate da cultura popular contribui para a história do município e valoriza a importância das manifestações populares. “Foi um potente encontro para valorizar as manifestações históricas que são invisibilizadas nas narrativas do padrão hegemônico. É um trabalho de contribuição na importante tarefa de descolonização do pensamento e da leitura de mundo e da interpretação de realidade vigentes”, enfatiza.

Estiveram presentes cerca de 20 pessoas, entre educadores, pesquisadores de diferentes gerações, mestres populares da região, agentes culturais e a vereadora Lucimar Ponciano (PSDB), presidente da Câmara Municipal.

(Diretoria de Jornalismo/PMJ – Foto: Luiz Cepinho/FCJ)

Compartilhe com todo mundo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp