MAV celebra Mês da Consciência Negra com novas exposições

As mostras ‘Da África ao Brasil’ e ‘Gratidão’ remetem às identidades culturais de matrizes africanas 

O mês de novembro é nacionalmente marcado pelo Dia da Consciência Negra. A data celebrada no dia 20 faz referência à morte de Zumbi, líder do Quilombo dos Palmaresum dos maiores representantes da luta dos negros escravizados no Brasil.

Valorizando o reconhecimento dos descendentes africanos na construção da sociedade brasileira, a Fundação Cultural de Jacarehy em parceria com a Estação Casa Amarela inaugura nesta terça-feira (06) duas exposições dedicadas às identidades culturais de matrizes africanas no Museu de Antropologia do Vale do Paraíba.

‘Da África ao Brasil’, de autoria de Nice Sant, retrata através dos quadros com pinturas impressionistas, a importância das etnias africanas na formação da cultura brasileira.

 Já a exposição ‘Gratidão’, do artista plástico Paulo Medina, mostra a capacidade de criação e de transformação através do uso de recursos da natureza no mundo das artes. Todas as esculturas foram criadas com materiais reutilizáveis.

 As duas mostras poderão ser visitadas no MAV até o dia 31 de janeiro de 2019. A classificação é livre, a entrada é gratuita e as visitações podem ser feitas de terça a sexta-feira, das 9h às 16h e aos sábados das 10h às 16h.

 (Diretoria de Jornalismo/PMJ – Fotos: Alex Brito/PMJ)

Compartilhe com todo mundo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp