Fundação Cultural lançará Catálogo do MAV neste sábado (25)

A Fundação Cultural de Jacarehy convida a todos para o lançamento do Catálogo do Museu de Antropologia do Vale do Paraíba, no dia 25 (sábado) de maio às 10h.

No dia(25) será ministrada uma palestra com a autora do projeto Cinthia Mayumi Aizawa que discorrerá sobre todo o projeto, o financiamento viabilizado pelo ProAC Editais, o processo de pesquisa e de seleção das peças do acervo do museu e finalizará com os depoimentos dos artistas e funcionários que ajudaram a contar está história. Um exemplar da publicação “catalogo MAV”será distribuído gratuitamente para cada ouvinte.

O catálogo foi idealizado visando garantir o principal aspecto da preservação que as peças possam ter, isto é, seu registro para que sejam testemunhos históricos das memórias vale paraibanas. Além dessa função premente, servirá também para difundir o acervo do museu, para que os jacareienses, vale-paraibanos e paulistas possam tomar conhecimento das peças de incomensurável valor histórico e artístico que ele abriga, e para que futuramente essas peças possam protagonizar exposições, pesquisas ou mesmo apenas fruições estéticas.
O catálogo foi organizado a partir de uma seleção dentre as 917 peças já catalogadas que compõem o acervo, e subdivisão destas em temas: Arqueologia, Arte Popular, Arte Sacra, Etnografia, Mobiliário e Pinacoteca. Assim, conjuntamente a Diretoria de Patrimônio de Jacareí , foram escolhidas algumas peças que ganharam destaque, representando a tipologia a qual pertence.

O Catálogo do MAV será produzido em duas versões, impressa e online, para que possa atender a todas as demandas de divulgação e atingir públicos alvos diferenciados.

“Dar o suporte para elaboração do catálogo é uma das várias ações que a Fundação Cultural de Jacarehy vem realizando para preservar e valorizar toda riqueza do nosso Museu de Antropologia do Vale do Paraíba, além de democratizar o acesso à História e ao Patrimônio de nossa cidade”, destaca Bruno Castro, presidente da Fundação Cultural de Jacarehy.

 Sobre a autora:
Cinthia Mayumi Aizawa é graduada em História da Arte pela Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP.​
De sua produção, destacam-se os trabalhos de pesquisa que desenvolveu junto a Fundação de Amparo à Pesquisa – FAPESP: “Preservação dos patrimônios históricos de Jacareí: o religioso, o industrial e o nobre”, no qual o MAV já era seu objeto de estudo, e que se desdobrou para o trabalho de conclusão de curso, defendido para obtenção do grau de bacharela em História da Arte, intitulado “A atuação do CONDEPHAAT na cidade de Jacareí/SP: análise dos processos de tombamento”.

Trabalha na área de conservação e restauração e atualmente é proprietária da empresa Mayumi Restauro, que realiza trabalhos desde a catalogação e o inventário de obras até intervenções conservativas em objetos artísticos, históricos e memoriais.

(Assessoria/FCJ Foto Alex Brito)

Compartilhe com todo mundo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp