Feira do Bolinho reúne 30 mil pessoas em Jacareí

Evento organizado pela Fundação Cultural de Jacarehy envolveu 17 entidades da cidade

A 8ª edição da Feira Regional do Bolinho Caipira superou as expectativas e bateu a marca de 150 mil bolinhos vendidos nos quatro dias da festa (30, 31 de maio a 01, 02 de junho).

A 8ª edição da Feira Regional do Bolinho Caipira superou as expectativas e bateu a marca de 150 mil bolinhos vendidos nos quatro dias da festa (30, 31 de maio a 01, 02 de junho). O evento aconteceu na Avenida Davi Monteiro Lino (região central) e reuniu 30 mil pessoas durante os dias de festa.

Para Delma Assad, Gestora Administrativa da JAM (Jacareí Ampara Menores), a edição de 2019 foi especial: ”  a Feira do Bolinho Caipira está cada vez melhor, agradecemos aos voluntários, o empenho de toda equipe da Fundação Cultural e claro as pessoas que foram prestigiar o evento, estamos todos muito felizes”.

De acordo com a representante da associação, nos quatro dias da feira foram vendidos, 14 mil bolinhos em sua barraca. A JAM completará este ano em Jacareí 50 anos, atendendo no município 450 pessoas (crianças, jovens e adultos) por mês.

Para Simone Guedes, APA São Francisco de Assis, o evento foi excelente: “agradecemos imensamente a Fundação Cultural de Jacarehy e a todos os envolvidos no sucesso da 8ª Feira do Bolinho Caipira. Esses eventos contribuem muito para a continuidade do nosso trabalho em prol dos animais resgatados da cidade de Jacareí”, enfatiza.

De acordo com a representante do projeto, nos quatro dias de feira foram vendidos, 11.171 bolinhos em sua barraca.

Nos quatro dias de Feira, passaram pelo evento cerca de 30 mil pessoas. No total, as 17 entidades venderam 150 mil bolinhos e para produzi-los, foram utilizados 2. mil kg de farinha de milho e 983 litros de óleo.

“A Feira do Bolinho é um sucesso, pois o trabalho das entidades é feito com muito compromisso, espero que em 2020 possamos superar as nossas metas, ampliar e deixar a festa maior e melhor para nossa cidade”, destaca, Bruno Castro, presidente da Fundação Cultural de Jacarehy.

Patrimônio imaterial

O Bolinho Caipira é um patrimônio imaterial e histórico do município desde 2010, de acordo com a Lei nº 5497/2010. A Fundação Cultural de Jacarehy tem como objetivo salvaguardar o patrimônio imaterial de nossa cidade.

Abaixo você confere todas as entidades participantes da 8º edição da Feira do Bolinho:

JAM (Jacareí Ampara Menores), ASPAD (Associação de Pais e Amigos do Down), CEPAC (Associação Especial de Pais e Companheiros), APAJAC (Associação de Pais dos Autistas de Jacareí e outras Patologias), APA (Associação Protetora dos Animais), Mosteiro Ain Karin, Associação Casa Mãe, Associação Casa da Paz, Lar Frederico Ozanam, Comunidade Fanuel, Rotary Club Jacareí Avarehy, Cantinho da Providência, Amor e Caridade, Hospital São Francisco de Assis e Projeto Bicho Feliz, Patas da Amizade e Mantenedora Vicente Decária.

(Assessoria/FCJ – Foto: Alex Brito/FCJ)

Compartilhe com todo mundo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp