“Corvo de Gesso” premia ganhadores de melhores curta-metragens

Entrega da premiação “Corvo de Gesso 2015” no Mudeu de Antropologia do Vale do Paraíba
Crédito: Alex Brito/PMJ

O Cineclube Jacareí divulga os curtas-metragens premiados na última quinta-feira (03)com o 8º Prêmio “Corvo de Gesso 2015″. A solenidade do evento, que é considerado o “Oscar de Jacareí”, reuniu um público de mais de cem pessoas no MAV – Museu de Antropologia do Vale do Paraíba. Para o presidente do Cineclube, que promove o evento, “foi tudo maravilhoso. O ambiente estava ótimo. Foi uma troca de experiências muito grande”, destacou o presidente do Cineclube, que promove o evento, Tom Gomes.

Confira os ganhadores do 8º Prêmio Corvo de Gesso por categoria:

01 – Categoria NO AR: – Ana Rosenrot – com “Na mente” (de Jacareí/SP)
02 – Categoria Genéricão:
– Everton e Elton Caraça – com “Candidatos Políticos” (de Jacareí/SP)
03 – Categoria Estudantil:
– Rodrigo Lira Fabiano e Larissa Araguê da Escola Agrícola de Jacareí- com “Thrift Shop”
de Jacareí/SP)
04 – Categoria Celular:
– Níkolas Araujo – com “Conectados” (de Jacareí/SP)
05 – Categoria Minuto:
– Marzia Gatto – com “O Ataque” (de São José dos Campos/SP)
06 – Categoria Animação:
– Raico Rafael – com “Como Passa” (de Jacareí/SP)
07 – Categoria Musical:
– Guilherme Augusto – com “Luau” (de São José dos Campos/SP)
08 – Categoria Documentário:
– Dannyel Leite – com “Ofícios de Jacareí- Santos, Alfaiate” (de Jacareí/SP)
09 – Categoria Defeitos Especiais:
– Rubens Mello – com “Carniçal” (de São Paulo/SP)
10 – Categoria Fotografia:
– Danilo Victor – com “As coisas mais simples” (de Araci/BA)
11 – Categoria Edição:
– Marcio Papel – com “Gotas de fumaça” (de Porto Alegre/RS)
12 – Categoria Roteiro:
– Leonardo Machado – com “Gotas de fumaça” (de Porto Alegre/RS)
13 – Categoria Direção:
– Ane Siderman – com “Gotas de fumaça” (de Porto Alegre/RS)
14 – Categoria Ficção:
– Ane Siderman – com “Gotas de fumaça” (de Porto Alegre/RS)
15 – Menções Honrosas:
-Gláucia Veloso – com “Extração” (de Jacareí/SP) pelo conjunto da obra.
-Alek Lean – com “2 Desabafos e 1 Consultório” (do Rio de Janeiro/RJ) pela temática social.
-Rodney Borges – com “A ultima cena” (de São Paulo/SP) pela produção técnica.
-ETEC Cônego José Bento (Escola Agrícola de Jacareí/SP) pelo apoio ao audiovisual estudantil.
16 – Xodó do Público:
-Rodrigo Lira Fabiano e Larissa Araguê da Escola Agrícola de Jacareí- com “Thrift Shop” (de Jacareí/SP)
17 – Cinéfilo do Ano:
– Rodrigo Piñero.
18 – Homenageado do Ano:
Elpídio dos Santos.

Como foi a premiação – Concorreram à estatueta 42 produções em 14 categorias. Entre os concorrentes, além de Jacareí, teve produções do Canadá, Bahia, Rio de Janeiro e todo o Vale do Paraíba. O prêmio Corvo de Gesso, inspirado na mais cobiçada estatueta do mundo cinematográfico, foi instituído em 2008, um ano após a criação do programa Cinema de 5ª, idealizado pelo Cineclube de Jacareí, com apoio da Fundação Cultural de Jacarehy José Maria de Abreu.

A estatueta é feita em gesso e foi desenhada pelo artista plástico Raico, de Jacareí. O Corvo de Gesso já faz parte do Calendário Oficial do município. Uma das marcas do evento é a irreverência, o que pode ser confirmado nos títulos das categorias. “Defeitos Especiais”, por exemplo, premia o “melhor” curta-metragem que apresenta erros de edição.

Há ainda a categoria “Genéricão”, que premia a produção que envolve temas de conhecimento geral, e “No Ar”, que premia o filme que ninguém entende o conteúdo. “São três juris, com cerca de 40 jurados, com um juri técnico, demonstrando a seriedade do evento”, destaca o presidente do Cineclube, Tom Gomes.

(Marta Fernandes/PMJ)

Compartilhe com todo mundo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp