10 ANOS DE CINECLUBE EM JACAREÍ

10 ANOS DE CINECLUBE EM JACAREÍ

 

CINECLUBE JACAREÍ

O projeto CINECLUBE JACAREÍ iniciou-se em 2007,com o intuito de apresentar e divulgar os filmes ou curtas metragens independentes, não só da região, mas de todo o Brasil. Com o apoio da Fundação Cultural de Jacarehy, o projeto é pioneiro na região do Vale do Paraíba, sendo o único que realiza a tríplice função no movimento audiovisual: produzir, exibir e premiar.

 

Desde sua fundação, o CINECLUBE JACAREÍ, idealiza a produção de filmes independentes, mais especificamente, no formato “curta metragem”, para ser mais prático e prolífico em seus trabalhos nesta área. Com uma câmera na mão e uma ideia na cabeça, ao longo desses 10 anos, foram realizados mais de 170 curtas metragens, feitos pelos membros do projeto. Denominamos, CORVO PRODUÇÕES, o nome da produtora do CINECLUBE JACAREÍ, fazendo uma alusão a nossa mascote, chamada Corvo Willian. Os filmes produzidos, abastecem as sessões do CINEMA DE 5ª, resultando em conteúdo da programação.

 

EXIBIÇÃO DE CURTAS METRAGENS – CINEMA DE 5ª

Todas as quintas-feiras acontece a sessão chamada CINEMA DE 5ª, com exibições dos curtas e longas metragens (somente os curtas metragens concorrem à premiação), e ao final ocorre um breve debate sobre os filmes, momento em que todos os presentes, trocam informações sobre o que viram na noite, e consequentemente, acontece uma maneira muito diferente de aprendizagem sobre a arte do audiovisual.

Em dez anos, foram 378 sessões, com mais de 5.500 cinéfilos, e 700 curtas metragens exibidos, vindos dos diversos lugares do Brasil e do mundo.

 

PRÊMIO CINECLUBE JACAREÍ – CORVO DE GESSO

Criado para estimular os artistas do audiovisual, o troféu “CORVO DE GESSO”, baseado na mascote do projeto, O CORVO WILLIAN, é a premiação do CINECLUBE JACAREÍ, entregue a produtores de filmes de curtas metragens independentes, do seguimento Trash ou Filme B, de todo o território nacional e do exterior. As 13 categorias disputadas este ano são: no ar, genéricão, celular, estudantil, musical, animação, documentário, minuto, edição, fotografia, roteiro, direção, ficção e as 2 categorias especiais: cinéfilo do ano e homenageado do ano.

O 10° PRÊMIO CINECLUBE JACAREÍ – CORVO DE GESSO 2017, também conhecido como “OSCAR DO VALE”, tem como tema deste ano O CINEMA EM JACAREÍ, em homenagem aos pioneiros da sétima arte na cidade,e a noite de entrega dos prêmios será no dia 07 DE DEZEMBRO, às 20h, na Sala Mário Lago, S/N, Pátio dos Trilhos – Centro. Jacareí-SP.

O prêmio HOMENAGEADO DO ANO existe para prestar homenagens ao longo destes anos, a personalidades que colaboraram com o CINECLUBE JACAREÍ (CHICO DO XICO PIZZA); colaboraram com a cidade (O CANTOR MIRAGAIA) e com o cinema brasileiro (ZÉ DO CAIXÃO E MAZZAROPI) e personalidades importantes para a cidade (CARLOS BUENO GUEDES). Este ano homenagearemos a memória de Mir Cambuzano e Seu Nemésio, pela dedicação ao cinema em jacareí

Até ano passado, já foram entregues 143 estatuetas do CORVO WILLIAM, mascote e símbolo do projeto, e este ano, além de curtas metragens do VALE DO PARAÍBA E DO ESTADO DE SÃO PAULO, contou com a participação de produções vindos dos seguintes estados: RIO DE JANEIRO, MINAS GERAIS, PARAÍBA, GOIÁS E RIO GRANDE DO SUL, PERNANBUCO, SERGIPE, BAHIA.

 

FINALISTAS DO CORVO DE GESSO 2017

 

FICÇÃO, DIREÇÃO, ROTEIRO, FOTOGRAFIA e EDIÇÃO
CLICHÊ DUPLO, de Cláudio Cinelli (São Paulo-SP)
COXINHA, de Cristiano Sousa & Ivan Martins (Goiânia-GO)
DIAS E DIAS, de Getúlio Ribeiro &MeliseFemiot (Nova Iguaçu-RJ)
LUNA 13, de Filipe Barros (Porto Alegre-RS)
SURDEZ, de Gabriel Figueira (Rio de Janeiro-RJ)

 

DOCUMENTÁRIO
LOUÇA DE DEUS, de Eudaldo Monção Jr. (Nazaré-BA)
REAL CONQUISTA, de Fabiana Assis (Goiânia-GO)
SEU JOSÉ, de Sileno Alexandre (Cubatão-SP)

 

ANIMAÇÃO
MÃE DE GIZ, de Almir Correia (Curitiba-PR)
O SEGREDO DO GARNET AZUL, de Guilherme Teresoni (Belo Horizonte-MG)
SAI DA FRENTE, de Artur Bryk (São Paulo-SP)

 

MUSICAL
ESTRELAS, de Paul Constantinides (Jacareí-SP)
FINAL COMUM, de Rafael Gomes & Diego Borba (Porto Alegre-RS)
O TEMPO E O VENTO, de Kelly Rizzuto (Jacareí-SP)

 

ESTUDANTIL
A HORA DA ESTRELA, de Barbara Epifânio (Jacareí-SP)
DIA DE AZAR, de Jorge Junior (Campo Bom-RS)
EVASÃO, de Bruno Farias (Aracaju-SE)

 

MINUTO
A CIRURGIA, de Rodrigo Lira Fabiano (Jacareí-SP)
A NATUREZA NOS ENSINA, de Celino Dutra (Rio de Janeiro-RJ)
SEM CONTROLE, de Adriano Pinheiro (Jacareí-SP)

 

CELULAR
MOVIMENTE-SE, de Celino Dutra (Rio de Janeiro-RJ)
NATUREZA ÍNTIMA, de Sergio Nogueira (Jacareí-SP)
RECESSO, de Rodrigo Lira Fabiano (Jacareí-SP)

 

GENERICÃO
A VIDA É UM ESTORVO, de Níkolas Araujo (Jacareí-SP)
DANÇANDO DEPOIS DA CHUVA, de Sergio Nogueira (Jacareí-SP)
O MUNDO SEM NINGUÉM, de Rodrigo Lira Fabiano (Jacareí-SP)

 

NO AR
O ATALHO, de Ana Rosenrot (Jacareí-SP)

PRAIA, de Guilherme Catelani & Rodrigo Lira Fabiano (Jacareí-SP)
VARAL, de Carla Caroline (Cachoeira-BA)

 

Compartilhe com todo mundo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp