Documentário “Tecendo Memórias” será lançado neste dia 21

As empresas Jequitibá Cultural e Vento de Maio, juntamente à CCR Nova Dutra com o apoio da Fundação Cultural de Jacarehy e  Prefeitura de Jacareí, realizaram um filme que trata do modo de fazer tapetes de nós da Manufactura de Tapetes Santa Helena com o propósito de registrar uma técnica que estava ficando esquecida. O filme será lançado na próxima quinta-feira (21) às 19h, no Museu de Antropologia do Vale do Paraíba (MAV).

Dona de uma história que passa pela 1ª Guerra Mundial, Revolução Russa, húngaros em São Paulo e Palácios Governamentais, a Manufactura de Tapetes Santa Helena, a primeira indústria a fazer tapetes artesanalmente no Brasil, mudou-se de São Paulo para Jacareí, no Vale do Paraíba paulista, em 1951. Seu principal produto eram tapetes feitos com nós, ao estilo persa, e que conquistaram as casas da elite brasileira, muitos palácios, estiveram na fundação de Brasília e alguns lugares no exterior. Em 1990, o prédio que abrigou a Manufactura em Jacareí foi tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat). Porém, naquela época, não havia o registro dos Bens Culturais de Natureza Imaterial. Assim, após o fechamento do Santa Helena em 1991, o conhecimento técnico da confecção desses tapetes nodados ficou guardado apenas na memória das mulheres que lá trabalharam como tecedeiras.

Com o propósito de recuperar esse saber, os envolvidos neste projeto conseguiram fazer uma pesquisa que reuniu materiais que contam a história do Santa Helena e que reuniu pessoas que mostram como se fazem os tapetes nodados da antiga Manufactura.

Serviço:

Filme: Santa Helena – tecendo memórias

Lei de Incentivo à Cultura de Jacareí (LIC)

Direção: Victor Hugo Martins e Sílvia Bigareli

Ano: 2019

Gênero: Documentário

Duração: 30min

 

(Assessoria/FCJ Foto Divulgação)

Compartilhe com todo mundo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp